Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

sábado, 30 de junho de 2012

Eu, tu e mais alguém



Final de tarde, numa praia quase deserta do baleal, perto da linda Casa das Marés.

Ao lado da capela, alguns pescadores tentam apanhar iguarias para o jantar.

Os casais passeiam-se de mãos dadas.

Que paz......

E eis senão quando se avista o quê?

Uma gaivota tresmalhada a capturar um peixe ao mar?

Uma barcaça perdida?

Um surfista jeitoso a dar à costa?

Nada disso.

Uma noiva. Sim, uma noiva.

Não uma noiva em fuga, ao estilo Julia Roberts, com uns ténis Nike, último modelo....


Nike free run.....dizem que fazem maravilhas!

Uma noiva, acompanhada do respectivo -futuro- cônjuge, a descer pelos rochedos, até ao mar!

Ó valha-nos Deus e todos os santos.

Alguma zanga ou tensão prévia ao matrimónio?

Não!!!!

Calma, sosseguem-se, leitores afixionados de Nicholas Sparks....

Atrás dos noivos estão duas mulheres, munidas de uns valentes canhões - máquinas fotográficas!

Menos mal, era apenas uma sessão fotográfica matrimonial.

Ai o amor, o amor e o mar....

Este foi o cenário. Vale a pena ou não?
                                                                          

Confesso que tive pena do vestido da noiva.

Não me pareceu ter chegado lá abaixo em muito bom estado.

Ao centro, a Casa das Marés, e à direita, a capela.
                                         

Daqui a uns anos, a mãe diz à filha.....foi alí que o teu pai me fez dar cabo do vestido caríssimo que comprei!

.....para mais tarde recordar!!!

domingo, 24 de junho de 2012

Peace and Love ou a comunidade amish

Os jovens têm que ser empreendedores.

Os cidadãos em geral têm que reformular os seus hábitos de vida.

Vivemos muito tempo a contar com o ovo no cú da galinha.

Agora é que vão ser elas.....blá, blá, blá.....

Estamos nos tempos do "Ter que Ser", dos sacrifícios para se ser não sei bem o quê em prol de sabe-se lá que mais, seguindo um caminho para nenhures.

Enquando se argumenta tudo e mais alguma coisa para salvar almas consumistas pecadoras em tempos de crise, vale-nos o nosso Cristiano....

Ai não, em cada pontapé que dá na bola parece que conseguimos descarregar as más vibes que nos contaminam!

Como estes feelings da selecção não duram todo o ano, não seria bem melhor se nos reunissemos e formássemos pequenas comunidades amish?

E se fizéssemos um regresso ao movimento hippie? heim?....


Vá-se lá saber quando regressará o Peace and Love...

sábado, 23 de junho de 2012

She wore blue

Azul, azul, paixão pelo azul...

Paixão pelos tons do céu e do mar que podemos trazer connosco, de vez em quando.....

Pelas diferentes tonalidades de azul....

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Passarada em férias



                                  
                              

                               Deixa lá ver se apanho os restos do pequeno almoço dos cámones!   

                                            Gosto de me exibir na praia, ao final da tarde.
                                                                  Vibro com a night!

terça-feira, 19 de junho de 2012

Brilho nos pés


Gosto de brilho, pois é.
Adoro lantejoulas, cristais, tudo e mais alguma coisa que cintile, usado com uma certa moderação.
E eis que a minha querida Swarovski chega aos seus pés, sob a forma de Havaianas, para fazer uma entrada fortíssima na praia, com todo o glamour e mais algum.
Se as levar à Costa da Caparica, provavelmente regressa a casa descalço, mas isso são apenas contingências.
Haja carteirinha!!!!
Ó para eles...lindos.


A arte não tem preço....... Assunto para debater....

domingo, 17 de junho de 2012

Profissão? Relações Públicas de praia


No caminho para a praia, cruzo-me com esta beleza....




Chego lá abaixo, depois de sair da zona das espreguiçadeiras, porque não posso montar alí o meu barraco e qual croquete, estatelo-me na areia.

Começa a ronda dos cremes. Protector para a cara, protector para o corpo, protector no cabelo, chapéu na cabeça. Só falta um protector para a unha grande do pé.

Os pregões começam a ouvir-se.

- Bonita, bonita!

Quem? Eu? Pura estratégia de marketing. Tanto dá para a mercadoria como para a compradora.

- Barato, barato!

De manhã ao fim da tarde, haja pernas para percorrer a praia e material para vender. Andam cobertos de Óculos Ray ban, relógios ( a venda de relógios na praia causa-me estranheza!), pulseiras, colares, chapéus YSL...

- Quanto são as pulseiras?
- Sete euros?
- É caro. Obrigada.
Compra Mariana, diz ele.
- Porque é que me chamas Mariana?
- Mariana, Maria, tudo igual!


A pulseira de sete euros acabou por sair a quatro.
Ele seguiu, contente, com a venda.



Passado uns dias já conseguia ser uma pequena montra do mercado de praia.

- Olha a bolinha fofinha! Olha a bola de berlim, olha a língua da sogra.
- Águinha, águinha fresquinha.

O Sr. Sérgio percorre a praia com duas geleiras aos ombros, todos os dias do Verão e trabalha à noite numa fábrica. Vende águas e refrigerantes. A mulher também vende na praia, bolas de berlim e línguas da sogra. Os dois personificam a simpatia. Andam sempre de sorriso rasgado nos lábios.

Enquanto a mulher faz duas praias, o Sr. Sérgio faz uma, porque é um falador nato e como esteve lá fora, adora pôr-se em dia.

Toca de experimentar a Língua da sogra....comprida!

Como com o avançar da hora o calor aperta, faço um esforço e vou beber um drink até ao bar, onde o Sr. Zé capricha.
Pinas coladas, daiquiris, mojitos. As perninhas até ficam mais leves.

O Sr. Zé dá sempre um mergulho antes de ir trabalhar e informa sobre a temperatura no mar.
Põe sempre música animada a tocar porque não está para dormir em serviço.

Ao som de salsa, continua a contar que é do Alentejo mas que não pode voltar para lá. Muito petisco, muito desporto a levantar e baixar a imperial. Ali é só pequeno almoço, almoço e jantar.
De Lisboa então, bastou-lhe o tempo da tropa.

- Isto aqui é bom para trabalhar.

Regresso à toalha e dois massagistas tailandeses, numa tenda, dão cabo do canastro de um inglês....


                              Praias desertas? Não obrigado!
                              Nestas há sempre tanto para contar.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

O regresso da sunga

Olhar fixo, na linha do horizonte, lá onde o céu se junta ao mar.

Braços cruzados repousam no início da proeminente barriga.

Cabelo aos caracóis, com volume acentuado na região da nuca, sunga azul escura com cordão branco a fazer laço (chumaço) na região frontal.

Braços musculados, abdominais fortificados pelas minis, pernas arqueadas, firmes e hirtas que não largam o spot no areal à beira mar.



Em posição de vigia, observa atentamente a esposa que, de fio dental, entra lentamente na água, para se banhar em modo checo...águinha no peito, mais uns salpicos nos ombrinhos, águinha na barriguinha.

É q.b. para a mulher do homem de sunga, que das séries que repete no ginásio só trouxe um movimento, a passagem dos braços, em V, para a zona lombar, a dar ares de bodyguard.

A esposa faz o regresso à toalha e ele, qual tarzan taborda, muito macho man, lança-se furiosamente ao mar.

Nos entretantos, a lady de turbante branco, biquini azul turquesa e pareo florido, ciranda acima e abaixo, a ver se pega a griffe.

Isto é Allgarve....

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Necessidades


Podes ir comigo ao banco?
- Desculpa, não tenho tempo.

Que tal sairmos na quarta - feira à noite?
- É pá. Estou cansada.

Não tenho tempo, não tenho dinheiro, o piriquito partiu a patinha, tenho que levar a tia Micas à manicure!
Chega caramba.

Que moda triste, esta de não termos tempo, esta moda de andar num corre corre não sei para onde, a stressar não sei porquê.

Vou ter uma conversa com o mar, vou contar ondas, vou fazer esticar os dias, para deixar de me ouvir resmungar.

Vou contar os aviões que passam, as árvores de frutos, os casais de mãos dadas.

Vou, devagar!

                                                                       Yoga à beira mar

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Á beira de uma piscina, com uma Pina Colada na mão

Isto é mesmo para ir para a água?

Vamos analisar....

                                                   
                             Hummmm......à beira de uma piscina, com uma Pina Colada na mão!

                                             Este top e uma saia compridona plissada e fluída,
                                      para usar enquanto se fazem umas compras num mercado
                                                                          de rua.

                                             Este pede umas pantalonas e uns saltos de cunha!

                                                            Lindos.....da Água de Côco.

           Conclusão das conclusões, outra vez sem fato de banho para o reboliço das ondas da Ericeira!

Para dias diferentes



Há peças que têm graça, porque são diferentes.

E também há dias diferentes de todos os outros......

....em que acordas e te sentes uma verdadeira deusa grega....

                                            
                             (Nota: esta sensação de plenitude com o divino pode não ser imediata)

Esses são os chamados dias da "produção" em que festejamos o abuso.

Festejamos as curvas que temos a mais, nos locais indevidos, o nariz grande, aquelas rugas mais pronunciadas e o joanete.

Aqui vai uma versão para a deusa grega contemporânea que temos dentro de nós.




                                                                  Vivienne Westwood


                                                           Saia assimétrica Helmut Lang


Peças muitos justas?
No way!
Isso já era....



Tudo Resultwear

                                            Pensar no gozo que dávamos à cinta da mãe!!!
Não respira!



Nicolas Kirkwood
Para dar cabo da planta dos pés!



  

E por fim, piercings ilusórios da Repossi.


Este não seria para o mesmo dia. Só aqui está porque é uma bomba...
Roberto Cavalli

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Malas e canja de galinha


Fazer as malas antes de ir viajar é como comer uma prato de canja antes dum bitoque.

Desta vez não há frascos e frasquinhos de shampoo. Não há ropinha sofisticada para vestir à noite, nem bijuteria, nem maquilhagem.

Para o Bruno, duas t-shirt's, umas calças de ganga, os boxers, porque tem mesmo que ser e mais nada de nada.

Para mim, pronto, um bocadinho mais, mas sem exagerar.

Tudo para dentro de duas mochilas da Decatlon e estrada connosco, para o farol da Luísa e do António.

Ok, ok...duas sandochas de carne assada para o caminho....

Pronto, lá está ele a sacar dos calções de banho que a mãe lhe ofereceu. Pelas alminhas.

Vou a correr à outra gaveta buscar os da Rip Curl, para depois o salvar.

Faço uma concessão e finjo não o ver a lançar mão dos CD's de metal.

- GPS? Não. É preciso seguir a intuição, com mapa na mão!



                                                 Loucura à partida!!! Versão Thelma e Louise

- Teresa, estás a sonhar. Vá, a caminho, a caminho! Quero chegar lá a tempo de beber uns canecos com o António.

   Franze o sobrolho quando eu, disfarçadamente, atiro três biquinis pelo canto da mochila.


                                                            O bucólico sítio de chegada


- Ok vamos lá!