Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Cabelos de mulher II


E agora, a predileção do momento......

Franjas e cabelos curtos.


Falando por experiência própria, a mudança de um cabelo longo para um cabelo curto, ainda por cima com franja, pode ser tema de conversa para semanas...para o bem e para o mal......

- Uau, pareces estar mais nova sei lá quantos anos!
- Prima, prima! Que fixe. Pareces a porquinha Piggy, em Paris!!!
- Cristo! Franja é coisa que não se usa!!!
- Esticado fica mais giro!
- Ao natural e selvagem é que fica bem!

As opiniões divergem.

Bom, bom, é que haja diálogo!

As mulheres e os cabelos, os cabelos e as mulheres


Para o homem é tudo muito fácil....

O cabelo está curto ou comprido, ponto final. Não há mas nem meio mas.

Sim, as patilhas têm que se lhe diga e eles dão-lhe a sua importância. Também há o diabo da calvice, que os pode atormentar, mas o problema é invariavelmente o mesmo, a existência ou não de vida capilar na carola!

Para as mulheres, Jesus, a temática cabelos, penteados, ou agora, muito mais requintadamente, hairstyle, é complexa....há um mundo, uma infinidade de modalidades, verdadeiras obras de arte que podem existir e habitar cabeças, sempre em evolução e convém que estejamos a par das últimas tendências, griffes, tudo e tudo e tudo.....

Se és homem, nunca ouviste estes comentários?

- Eu tenho o cabelo tão fino. Pareço uma rata pelada. Não consigo fazer nada dele. Ainda por cima é oleoso. Vou começar a fritar rissóis por aqui.

- Estes caracóis são um inferno. É impossível meter-lhes escova. Pentear as melenas, só mesmo quando estou no banho, com toneladas de amaciador em cima.

- Fartinha deste look. Os cabelos afro da Beyoncé com alisamento é que são fixe. Mas que alisamento devo fazer? O Marroquinho, o Indiano, o Esloveno, o alisamento do Burkina Faso?

Homens, para a mulher, o corte de cabelo e a cor, podem fazer toda a diferença.

Para vocês o que importa é que o nosso cabelo seja comprido, sexy, mas para nós não. O tempo do Sanção e Dalila já lá vai.

Acham, por um instante, que esta mulher é a mesma?




Nicole Kidman fotografada por Marion testino para V Magazine 2012

Nocole Kidman fotografada por Mario Testino para a Vogue em 2006

Esqueçam a semi-nudez no trabalho comparativo.....

Então e agora, cabelos curtos ou compridos? Loiros ou ruivos? Esticadinhos ou ao natural? Escadeados ou em corte reto? Curto com franja cerrada ou comprido com franja lateral?

Mulher sofre!

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Será que é mesmo preciso "penar para aprender a viver"?


Sangue, suor e lágrimas....

Questiono-me muitas vezes sobre limites, já que quase tudo na vida parece girar em torno deles.

Um dos limites que nos devemos impor é o de saber parar antes de chegar à exaustão, dizem-nos os mais renomados especialistas, mas acima de tudo, diz-nos o nosso corpo.

Apesar dos alertas, isto não é tarefa nada fácil.

O cansaço, quando sentido em pequenas doses, pode ser bom e induzir-nos em erro.

Vejamos: quando existe um prazo a cumprir, uma tarefa a realizar e se sente que a missão foi cumprida, mesmo com horas de sono perdidas, refeições em falta, filmes e passeios perdidos, até nos conseguem arrancar um sorriso. É ou não é verdade?

Há um reforço de auto-estima e sentimo-nos quase super-heróis.

Mas estes meninos só existem nos filmes e normalmente vivem sob disfarce, a querer usufruir de uma vida pacata e normal.

O cansaço sistemático  farta. Mói, transtorna e facilmente se transforma em tensão, em ira.

Toca a erguer fronteiras, toca a procurar paz, quando a voz se altera, quando não há paciência para nada, quando a superação de si mesmo se torna o único objetivo em mente....

....isto para que nos fiquemos apenas pelo suor, pelas lágrimas.....

Provavelmente um Mourinho, um Cristiano Ronaldo e os apologistas do trabalho sem horas pensarão de forma contrária......

Este tipo de cansaço, unica e exclusivamente físico, a mim não me assiste!!! Assumo o facto, para o bem e para o mal.

..... talvez por isso caiba a poucos a façanha de vestir durante muito tempo o traje da BD.

Onde, quando e como se erguem as fronteiras que nos protejem?

Há toda uma vida para aprender.....

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Que passa?


Se é para usar preto, então que se lhe adicionem uns brilhos, umas tachas, uma cor da moda, qualquer coisa salerosa, sei lá!

ZARA
ZARA
H&M
H&M

Dizem que as mulheres andam cada vez mais iguais umas às outras, pela adesão às tendências, ao que está a dar.....e convosco vocês meninos, o que se está a passar?

Não tenham medo de usar umas calças vermelhas ou mostarda. Vai ficar bem! Ninguém vai pensar que enlouqueceram....alegria para esses guarda fatos!!!

O armário está preto?


Há alguma necessidade de os homens andarem todos vestidos de igual?

Na secção de homem das lojas para as grandes massas obtêm a resposta.

Não, não há justificação para as cores escuras dominarem o vestuário masculino, quando existem inúmeras alternativas.....




ZARA


H&M


H&M
 Se o dinheiro está curto, apostem numas boas e quentes golas....

ZARA
Pull & Bear

H&M

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Esverdeado? Sim?



Há dias de inverno assim, solarengos, em que apetece sair de casa, com uns bons agasalhos, para passear pelos campos, renovar energias....

.... depois, com o corpo já cansado, assentar arraiais numa longa mesa de madeira, coberta por uma toalha axadrezada, em frente a uma casa antiga, de província, com pessoas queridas, novos e velhos, a comer coisas que fazem bem à alma e ao coração, a rir, a disparatar, por tudo e por coisa alguma....




...a contar mágoas, a desabafar, a fazer discorrer emoções......de preferência com crianças a calcorrearem as redondezas, a partilharem as tonteiras dos adultos.

Estes dias são os dias cool que a todos nós enchem a alma!

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Maridos inteligentes



- Já que nos pusémos todos betinhos, que tal beber um copo, hoje, no The Decadent? - perguntou a Catarina ao António.

» Para não gastarmos muito, não jantamos, pedimos só a sobremesa. Dizem maravilhas do creme brulee de castanhas!

- Cheira-me a exibição da farpela!!!

- Tenho um marido tão inteligente....

Tudo, tudinho, macho, fêmea e trapos DKNY
- Vá, se há doces, pode ser.

Crazy Jimmy Choo

Há pessoas duras de ouvido e há outras com o olfato muito pouco apurado.

Se umas não encontram o tempo certo e não conseguem bater palminhas a um ritmo equilibrado, as outras podem cheirar a melhor fragância ou um perfume adulterado do mercado negro que é exatamente a mesma coisa.

Atenção, moças de nariz matreiro! Cheirem esta delícia....vão ficar curadas da vossa insensibilidade nasal....


E depois compreenderão porque é que a rapariga ficou assim, estonteada!

domingo, 18 de novembro de 2012

À volta dos sapatos



Depois de fazer o turno na fábrica, das oito às catorze horas, o Sr. Vítor vai todos os dias almoçar a casa, onde a mulher o espera, com os melhores manjares que consegue preparar.

À mesa está sempre tudo disposto de forma harmoniosa e apetecível, em travessas delicadas da Vista Alegre que a D. Luísa faz questão de usar, fora dos dias de festa.

Não é raro ouvir o Sr. Vítor admitir à vizinhança que a sua Luísa o agarrou, entre as mil e uma formas que a mulher engendra para enlouquecer um homem, pelo estômago, com toda a certeza. Curiosamente é magro como um rapaz de dezoito anos.

Segue, reconfortado, para o pequeno quiosque/sapataria onde se instalou, lá no bairro, há meia dúzia de anos.

A zona é pacata, mas não lhe falta o seu café, a mercearia, o cabeleireiro, o fotógrafo e a loja dos trezentos.

De porta aberta para a rua, rádio sempre ligado na Renascença, passa as tardes rodeado de botas, sapatos e sapatilhas, por arranjar e em arranjo.

Botins Tabitha Simmons
Botins Tabitha Simmons

Sapatos Tabitha Simmons


Põe poupa solas aos sapatos finos das senhoras, dá nova cara aos sapatos velhos dos homens, repara as botas estropiadas da miudagem.

Não há quem o não procure, quem não o conheça, nas redondezas.

Diz que não está alí para fazer dinheiro e os preços que pratica são mais do que amigos.

- Boa tarde D. Teresa.

Antes de entrar em casa, antes de passar no talho do Sr. Fernando, já pelo fim do dia, quando as pessoas regressam dos seus empregos, a D. Teresa entra no quiosque com um saco de cartão elegente, provavelmente de uma boutique chique.

- Boa tarde Sr. Vítor.

De camisa de seda com laçada, cabelo curto com arranjo de cabeleireiro, saia travada, a terminar um dedo apenas acima do joelho, casaca estilo Chanel, a D. Teresa não descura o visual.

De manhã, em frente ao espelho, é impreterível passar o lápis castanho pelos bonitos olhos verdes, que esconde com os óculos grossos, que as dioptrias não deixam esquecer, e rematar o penteado com um bom banho de laca.

- Como tem passado? Trago-lhe aqui estas alminhas, para ver se têm arranjo. Até estão deformados, de tantas molhas apanharem. Já os salvou no ano passado. Venho saber que diagnóstico lhes faz.

O Sr. Vítor sorri e ajeita os óculos, que lhe escorregam nariz abaixo, enquanto examina ao pormenor o que tem em mãos e se perde em pensamentos.

Aquilo sim é uma senhora. Não é que a sua Laura não seja uma mulher jeitosinha, mas a D. Teresa...que aprumo, que elegância.

Passa quase todos os dias, pelo quiosque, à mesma hora e está sempre impecavelmente apresentada.

Vítor, volta ao trabalho, que o resto é história.

- Acha que ainda valem a pena?

- Então não, com uma pele boa destas, ainda lhe ponho os sapatos finos para mais umas boas invernadas! - diz, com um sorriso rasgado na cara.

- Obrigada Sr. Vítor. É um artista! Que nunca as mãos lhe doam...

- Ora, ora D. Teresa, não me envergonhe. Não faço mais que a minha obrigação.

Gucci

Gucci

domingo, 11 de novembro de 2012

Publicidade de hipermercado



Falta um mês e qualquer coisa para o Natal, mas eles pensam que uma pessoa não tem consciência disso.

Fazem questão que esta quadra não nos passe despercebida desde meados de Outubro!

Principalmente este ano, andam a tentar-nos das maneiras mais criativas.

Foge-se a sete pés dos shoppings e dos nichos que nos poderão fazer abrir a carteira.

O melhor lugar para nos refugiarmos? Qual é? A nossa casa? Não! Nem pensar.

Eles invadem-nos, espicaçam-nos e inundam-nos a caixa de correio de panfletos que dão a conhecer uma série infindável de miminhos materiais que podemos associar à vivência interior desta época religiosa.

Já me tinha munido das ferramentas necessárias para, psicológicamente, lidar com a avalanche de emoções que a Dica da Semana, o catálogo da Worten e do Ikea são capazes de provocar...

Agora, perdida entre mil e uma brochuras, de roupa para o lar, agasalhos divertidos para os miúdos, maquilhagem, livros com mega desconto, loiça para a cozinha elegantérrima, entrego-me ao vício, porque  aqueles desgraçados conseguem ser certeiros no disparo.

As páginas que se folheiam são iluminadas, cheias de laçarotes farfalhudos, de árvores de natal hiper bem decoradas, embrulhos requintados, manjares particularmente bem fotografados, mesas postas como se estivéssemos num hotel de cinco estrelas.


Penitencio-me pela minha natureza consumista e afasto da vista as mil e uma ofertas que fazem reaparecer o meu diabinho interior.

- Estavas tão bem. Há quanto tempo não caías em tentação? Olha para ti. Vê a forma luxuriosa com que desfrutas de uma simples publicidade de hipermercado.
Afasta-a! Longe da vista, longe do coração e consequentemente, longe do cartão!

As moças vão estar no Lidl a dar autógrafos? Não! Tadinhas! Só estão a fazer promoção a um feirão de shapewear, a preços reduzidos, que vai fazer a barraca abanar, na próxima segunda feira. Presume-se que também o comércio desta roupa tenha algo a ver com o Natal, com a mãe Natal!
 Hesito entre mandar este material riquíssimo para a reciclagem ou guardá-lo para não perder uma boa promoção.

Eis que aparece, do lado oposto ao pequeno diabo, o anjinho, para me auxiliar:

- Esquece aquele gajo. O que ele quer é a ruína da economia portuguesa. Não querias comprar aquela toalha de mesa para a consoada? Se a comprares por menos cinco euros, já estás a poupar!



quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Saudades!!!!




Sim, uma pessoa tem saudades daquilo.

Porque tem. Porque faz falta. Porque acalma.....

Posições de Yoga

...o Yoga acalma!

As aulas eram dadas, numa sala de ginásio, com espelho ao fundo, no lusco fusco e só se viam silhuetas.

Havia alí algo de espiritual, mas também algo incrivelmente sensual!

A professora tinha uma voz poderosíssima e um dom natural para estar naquele exato lugar.

Na qualidade de pessoa irrequieta que sou, foi difícil deixar-me contaminar pela prática, mas quando a coisa pegou, pegou mesmo e não deu para largar.....

....até que o bicho pavoroso que dá pelo nome do inverno chegou, o sofá chamou por mim, quase aos gritos, os edredons, as pantufas e a preguicite aguda fizeram de mim prisioneira, entre quatro paredes.

E então desertei!

Coisa feia....saudades!

Soube ultimamente que as energias, por alí, continuam a fluir, que não há crise que dê cabo daquelas aulas,  constantemente em renovação e fiquei tão feliz!

Vontade de voltar....




                                                  
                                          



domingo, 4 de novembro de 2012

Cachopa, se queres ser bonita, arrebita, arrebita, arrebita!



Quando me encontrei com o João, ao final do dia, no café ao pé da Sé, estava completamente repassada.

Tinha vindo a fugir da chuva desde a paragem do autocarro.

O cabelo pingava, a camisola de lã agarrada ao corpo tinha-me feito gelar e as sabrinas que trazia calçadas já estavam boas para atirar ao ar.

Assim que o vi a rir, lá ao fundo, todo pimpão, acelerei ainda mais o passo.

- Empregos bons. A trabalhar há duas horas a partir de um café, ao lado de casa e a mulher a correr meia cidade, desde as seis da tarde.
Não há justiça, nem igualdade de sexos.

Não me digas que ainda não sabias, diz-me ele a gozar.

- É pá. Tu não me digas nada. Deixa-me ficar aqui sentada um bocado, para me acalmar. Eu sabia lá do alerta amarelo e do lindo dia que ía ficar. Livra!

Atirei o saco do ginásio, a pasta com a papelada lá do escritório, para onde era possível atirar.

A seguir mandei o esqueleto para cima da mesa e estiquei os braços até ele, para me consolar.

- Pobre pintainho! Pede lá um café quentinho para arrebitares.






quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Miragem......


Quando acordámos já passava do meio-dia.

Entre fazer um bocado de ronha, tratar da higiéne pessoal (sim, também da higiéne íntima), mordiscar qualquer coisa para acalmar a fome (entenda-se, preparar quatro torradas, uma para mim, três para ele) e ir a correr escada fora até ao café lá de baixo ( aqui ele não teve problemas, já eu com os stiletto de dez centímetros, parecia que estava a demorar horas a descer um lanço de escadas, em estado de ressaca ) beber o café potentíssimo da D. Amália, rapidamente se fez uma hora da tarde.

O almoço é à uma hora em Sintra, não é, dizes-me tu com aquele sotaquezinho acusatório, de quem quer dizer:

- Devias ter tratado de acordar mais cedo e podias ter evitado a meia hora na casa de banho a por a maquilhagem!

Será que ele não se aprecebe do tempo que leva debaixo do chuveiro? Se tivesse a minha cabeleira, queria ver...digo eu para os meus botões, por sinal de caveiras, da camisa nova da Zara, coisa fashion este ano.

- É pois. Mas acho que a Manuela já nos diz uma da tarde, a contar connosco só às duas. Não stresses homem. É feriado. Já que não te pagam mais (antes pelo contrário), aproveita o dia para respirar.

- Sim carinõ. Tens sorte que até és engraçadinha!



O toalhão de banho dele ficou em cima da cama, os meus ténis ficaram ao fundo do quarto, mas o quarto está a anos luz de ter ficado assim.....

Isto é uma miragem Ikea!