Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

segunda-feira, 30 de abril de 2012

De rajada!



Em véspera do Dia do Trabalhador, após saber que lá para 2015/16 os subsídios de parte do país já terão retornado aos lares......ou para lá caminharão.....

....compete-me dizer que não.....

....não me esqueci dos Dias Mundiais que passaram.

Se me apanhassem na rua, e me pedissem uns nomes ilustrativos destes dias comemorativos, para um qualquer telejornal, sairia isto, de rajada!

Dia Mundial do Livro:

                                                  Um livro bem escrito, em bom português.....




Dia Mundial da Dança:

                                               Ana Lacerda em "Do Tango ao Fandango"
                                      

Dia Mundial do Sorriso:

                                                            Nuno Markl, ou, o Rei do Sorriso                                 

sábado, 28 de abril de 2012

O que fazer?

Toca a abrir os chapéus de chuva.
Vamos tirar umas fotografias lá fora.
Boda molhada, boda abençoada!



Fartos de estar em casa?
Nada como namorar à chuva.


Vai ao Shopping e faz a diferença!

                                                                 Desigual S/S 2012


Leva o cão a passear à rua.



Aproveita para estender a roupa, ir levar o lixo à rua.

Tanta coisinha gira para fazer quando está a chover!

Ver filmes em casa é coisa para meninos!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Memória de galinha



-Vai à Capoeira buscar ovos, vá gaiata.

- Tenho medo...

- Vai com o teu primo.

- Ó mãe, mas ele também tem medo.

- Ai estes gaiatos. Que mariquinhas. Querem ver que temos que ir lá os três!

- Tenho nojo das patas e medo que elas me piquem as pernas.

   Tem mesmo que ser?

- Vá, toca a marchar, à minha frente.

 O primo vai na liderança, para mostrar que é homem.

- Ai, não consigo. Eu fico aqui fora a olhar para elas.

- Olha para mim, dois ovos. Toma lá.
   Estás a ver tia? Não tenho medo nenhum.



E assim começa a convivência com as galinhas.

Antes devo ter convivido com elas em forma de canja.

Como não se podia transportá-las do campo para a cidade, pois as bichas não são dadas a apartamentos, toca de as fazer presentes na zona da casa que melhor representava o seu habitat....

Cozinha....
                                                               Terrina de estimação


- Mãe, parti a galinha!
- O quê? Partiste a galinha. Mas tu não tens tino?

Sim, a galinha ganhou importância para a família.

Então, como membro adoptivo, comecei a achar-lhe graça.

Entre as molduras com fotografias dos avós, dos amigos, das férias, da escola, lá estava ela.


                                                           Num quadro de ponto de cruz


                                            
                                                        Jurema, estrela de televisão.


A verdade é que ela me anda a acompanhar desde pequena.

Os pequenos recados, a lista de compras, bonecada, piadolas, passaram a constar numa ardósia adquirida, para a cozinha, em forma de galinha.


Nunca mais nos largámos.

- Isso já está na galinha?
- Aponta na galinha!
- Vai lá ver à galinha.

Se calhar é daí que vem a minha, muitas vezes, memória de galinha.


quarta-feira, 25 de abril de 2012

Vídeo Educativo

Para mostrar a miúdos e graúdos o que foi o 25 de Abril de 1974, deixo-vos este Vídeo educativo, da autoria de meninos e meninas do 5º ano.

Ainda que hoje nos vejamos restringidos nalguns direitos, liberdades e garantias, há que redimensionar contextos político-sociais, descer lá do alto das nossas angústias e homenagear quem teve o sonho, a resiliência, a coragem de fazer a revolução, viveu todas as implicações a ela inerentes e modificou a realidade portuguesa, que aprisionava, corpo e mente, há trinta e oito anos atrás.





Um bem haja!

Obrigado por nos terem aberto caminhos....



terça-feira, 24 de abril de 2012

O filho da noiva


De casamentos que duram meio século, que resistem às maiores intempéries, conhecemos histórias, temos testemunhos, memórias.


E de casamentos que se celebraram após quarenta e tal anos de vida em comum?

Neste comovente filme argentino (também ele com alguns anitos) é o filho que organiza o casamento ao pai.

Entretanto há um homem que se encontra e recupera uma família.

Este processo é enternecedor, gradual e muito real.

Filme com final feliz, antecedido por lágrimas e sorrisos!



domingo, 22 de abril de 2012

Mehmet Günsür

Primeiro filme turco visto!

                                                           Love likes coincidences

Aprovadíssimo.

Ó p´ró actor principal!!


                                                                      Mehmet Günsür

História de amor, daquelas de arrebatar!

Vai um fado?

Esquecer a crise. Ver gente. Necessidade imperiosa de Saturday night.

Sobe-se ao Chiado.  As lojas já estão a encerrar.

É impossível ficar indiferente aos batuques da música africana que aquece a noite, mesmo alí, em frente à Brasileira.

Batem-se palmas, dança-se.

Velhos e novos, altos e baixos, gordos e magros, ricos e pobres só querem uma coisa...apanhar o ritmo da cidade.

O Largo Camões, ponte de encontro, está a abarrotar.


Passar no verde do semáforo?

Está bem está. Siga, é a aviar! Os carros esperam.

Sobe-se mais um pouco e já no Bairro Alto, um homem engravatado, qual bancário ou moço dos seguros, à porta de um restaurante, pergunta:

- Querem ouvir fado?

- Não obrigada, hoje não.

A noite não pedia fado.



Duas raparigas, sentadas no chão, à porta de um bar, metem a escrita em dia, na companhia de duas garrafas de cerveja, sob o olhar terno de um cão.

Procuro aquele peculiar restaurante indiano, onde estive há dois anos atrás.

Pelo caminho, dois empregados de bar fumam o seu cigarrinho de intervalo, um casal de estrangeiros elegantes entra numa casa de fados, o empregado arregala os olhos porque se avizinha bom negócio, espreitam-se tabernas, ouvem-se piropos no ar.

As ruas são tão diferentes, mas parecem todas iguais.

Ziguezaguear e escolher caminhos por instinto começa a abrir o apetite.

Encontro um homem baixinho, indiano, que me convida a entrar no restaurante.

Agradeço-lhe e digo que procuro aquele outro restaurante indiano, que serve pizzas, na Rua do Diário de Notícias.

O homem fala-me em inglês. Respondo-lhe em americanó-português.

Sigo o homem baixo, que parece conhecer o local e imediatamente faz sinal a outro homem, lá ao cimo da rua.

Restaurante encontrado.

Entradas indianas, sumo indiano, pizza italianó-portuguesa e um reconfortante cheirinho a caril no ar.

Não era mesmo noite de fados. Era noite de fusão cultural.

Para baixo, todos os santos ajudam, até porque a perspectiva de um gelado no Santini faz quase tudo resultar.

A Rua do Carmo oferece-nos o som ambiente do saxofone, enquanto o George Clooney e as novas cápsulas Nespresso, mesmo ao lado, não deixam nada escapar.

É mesmo assim, a gente na cidade.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Soft

Espera só um bocadinho. Já aí vou.

Visto o pijama. Arrasto a manta até à sala.

Finalmente juntos, eu e tu....



Filminho pronto et violá!

Sei que é sexta feira Boss Ac, que a malta deve ir p´ra brincadeira, mas hoje o programa quer-se soft.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Juntar os trapos

E que tal juntar os trapinhos?

Não, nada que se pareça com "dar o nó".

Juntar mesmo os trapos e trazer o patchwork para a rua!

Bottega Veneta S/S 2012

Louise Gray S/S 2012

Michael Kors S/S 2012


Mary Katrantzou S/S 2012


E por fim, levar o patchwork para a cama...

                                                              

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Melhor que o Querido Mudei a Casa

Tudo começou há uns largos anos atrás.

Inscreveu-se num curso de Artes Decorativas perto de casa, começou a fazer umas peças para os amigos e agora não pára.

Molduras, candeeiros, quadros, caixas de chá, pulseiras, aplicações em roupas, decorações para a casa, tudo e mais alguma coisa sai das mãos da Sofia e de mais uns quantos colaboradores (voluntários ou forçados!!!hi hi)

Recentemente comprou uma casa antiga e fez um autêntico milagre acontecer.

A casa era escura, cinzentona, tristonha. Com muita imaginação, dedicação e trabalho, todos os recantos ganharam vida.

Está tudo tão alegre, cheio de cor e original, que dá vontade de fazer as malas e ir passar uns dias de férias por lá....ou então dá vontade de contratar a Sofia para uma remodelação ao que parece já ter perdido a graça nas nossas casas.

A Kordacasa já tem as suas peças em muitos lares. Ora espreitem lá no Facebook.

Deixo-vos algumas imagens da casa de que vos falo e de algumas peças.

                                         Giro não é? Está na cozinha, toda em verde e rosa.


                                       Candeeiro de cozinha. Tudo muito pouco colorido!!hi hi

                                      Como a cabeça não pára, toca de pôr umas aplicações
                      numa sapateira do Ikea que, em muitas casas, não passaria da cor branca.


                                                          Nem os interruptores escapam!
                                                        A Primavera também chegou aqui.


                                     A do meio é só para enganar. Não é da artista. Veio de Cuba.


                                          No ateliêr.... at home.....perdida entre tintas e pincéis.
                                               Artista que é artista não tem tudo arrumadinho!


                                         Com um varão do Ikea arrumam-se todas as echarpes
                                e ficam à vista. Assim não nos esquecemos da existência de nenhuma.


                                      Parede laranja. Que tristeza! E as gueixas muito atentas!


                                                            Colares todos alinhados

                                         A antiga caixa da luz ganhou vida quando foi forrada
                                        com papel e lhe colocaram um novo puxador.


                                          As aplicações na almofada azul ficaram um espectáculo.


                                                          Caixa para fraldas personalizada

                                         As almofadas laranja, bordadas, ficam tão bem na sala.
                                        A parede vermelha, os quadros...enfim....tudo....

       ......lindo! As ideias andam sempre a circular e todos os materiais podem ser fonte de inspiração.

       Não fiques atento não Querido Mudei a Casa!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

É preciso

- Olá bom dia!

Chuac, chuac.....repenicadinho.

E todos os dias há direito a beijo...

Mas porquê? Não há necessidade. Vimo-nos todos os dias e toma lá beijo e beijinho.

Beijoqueiros!

Pois hoje não houve fuga possível, porque o dia internacional do beijo pôs toda a gente a oscular-se para lá e para cá.

Os beijoqueiros deram largas à imaginação.....

Ai os beijos.....

Beijos que são autênticos "Senhores beijos"...

Os momentos que antecedem os beijos.....

                                                             Do filme Sweet November

Os abraços depois dos beijos....

Os beijos de amizade...

Os beijos ao cão, ao gato, ao vizinho, à vizinha.....

Pode fugir-se de um beijo....mas parece que nunca se desiste dele!

Porque Beijar é preciso!
                                                                                             

terça-feira, 10 de abril de 2012

Aqui quieto, mudo


Giram umas em torno das outras
Palavras que se embrulham
Outras ficam mesmo aqui ao lado,
Caídas,
Até que o momento as agarre
e lhes dê significado

Há silêncios de oiro
Paragens no tempo que o próprio tempo esquece
Quando os relógios não funcionam
Estou aqui quieto, calado, mudo

Há palavras de veludo
Palavras que sabem a festas
Que fazem derreter o corpo
Que dão sorriso ao mundo.....

Colheita de Algodão

Conversa da treta....

- Sinhá?

- Se eu sou sinhá, tu o que fazes?

- Faço a colheita de algodão e pico-me com espinhos.....ui!



- Pois fica sabendo que se fosse hoje, havia máquina para o efeito e na minha fazenda haveria uma...
  ....para não picares as mãos.

                                           Ó p'ra ela a funcionar!

Das Verticalidades



                                                    Riscas largas que alongam a silhueta

                                                                 J. Mendel S/S 2012

Rasteirinhas


Rasteirinha ao chão mas elegante....


São lindas, simplesmente lindas e fazem pézinhos de princesa.

Não são portuguesas, são do país irmão. Ao menos fica-se pela Península Ibérica.

Assim como assim, já lá vamos bubueri gasolina!

Pois as meninas são da Massimo Dutti S/S 2012....ora vejam....


                                                  Do Look Book Massimo Dutti S/S 2012

                                                                   Fixolas, heim?