Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Não, não está mal

No camarim o reboliço é total.

Voam adereços, vestem-se collants, apertam-se corpetes, penteiam-se cabelos. É um corre-corre.

Sento-me e deixo-me iluminar pelas luzes de festa.

A maquilhagem é um ritual. Os cremes, pincéis, sombras e batôm já caminham sozinhos para os seus devidos lugares.

Acerto a franja. Não, não está mal.

O Jerôme desespera à porta.

- Despacha-te Sophie, o espectácuçlo vai começar. Estás sozinha no palco. As miúdas entram depois. Fá-lo brilhar.

Mal sabe ele que as pernas tremem, que sinto o estômago embrulhado, e que quase não o oiço falar. Mas não sei como seria se ele não estivesse lá.

Agarra-me na mão gelada e repetimos uma cantilena só nossa.

Este salto de mundos, este vestir e despir de peles é sempre assustador mas nunca deixou de ser entusiasmente.

Centro-me na música, inspiro e faço a minha entrada triunfal.

                

1 comentário:

  1. And allllll that jaaaaaaazzzzz!!!!!!! lalala
    Desta feita, a Broadway ! love it !

    ResponderEliminar