Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

sábado, 28 de fevereiro de 2015

As Cem Sombras do Teixeira



Ia uma pessoa segunda circular afora e dá de caras com este outdoor, com esta coisinha mai linda que a Seaside fez, desde o lançamento dos sapatos com sola grossa, de borracha, que as babes da casa dos segredos usam...




Sim, bem sei que o meu querido Pedro Teixeira já por ali anda a dar a cara há uns tempos.

Mas calma, calma. Vamos tentar entender. 

Porquê este entusiasmo? Porquê esta excitação súbita, agora, que o encontro pela enésima vez enquanto vou a conduzir para o meu lar.

Ora bem. Porque desta vez olhei para ele com maior intensidade, e parece que comunicámos. Deu-se-me um arrepio coluna acima, coluna abaixo.

Estaria a ficar in love?

Era um misto de feelings. Deu-se-me um nó no estômago e fui remetida para a semana anterior, quando fui ao cinema e paguei três euros e tal pelo bilhete das sombras de Grey, porque sou cliente NOS.

Tive um insight! Ou isso ou tinha que ir rapidamente ao hospital de Loures.

Este homem, sim, este senhor - porque isto não é um gaiato qualquer, isto é menino de classe - pode embarcar comigo num projeto.

Pedro, rapaz, tu já pensaste que podes bem ser o Grey português? 

Tens noção desse teu potencial como" artista mai bem feito da nossa praça "?

De que te vale publicitares sapatos Seaside homem?

É assim que chegas a Hollywood?

Tu já pensaste que podemos propor uma versão tuga das sombras de Grey à endemol, a passar em vários episódios, para manter o público agarrado, em que tu serias o protagonista?

Pedro, pensa nisso com carinho....

Isto tudo me passava pela cabeça, várias vezes. Os pensamentos giravam dentro de mim e eu já sentia forças semi-ocultas na minha viatura.

Tive que cortar algures no caminho e já ia desvairada. Em vez de cortar para Santa Iria, fui dar a Alverca do Ribatejo, toda lançada.

Dei por mim nas portagens para o Porto, mas consegui guinar com o carro e fazer alí um corta mato.

Eu não estava bem. Tinha que apanhar ar.

Fui até ao MacDonalds de Alverca. Era um sítio onde queria há muito ir, mas ainda estou em dieta e não posso ver aquelas batatas, que me dá logo vontade de atacar p'ra mais de cinco pacotes.

Pedi uma salada, mas fiquei muito mal nutrida.

Tive que avançar para duas tartes de maça, mas a sentir-me a maior pecaminosa. A comer no MacDonalds e a sonhar embarcar numa ficção sadomasoquista, em que envolvo o homem mais sexy do país?

Sentei-me no carro. A respiração ofegante. Abro as janelas todas. Ponho a rádio comercial no máximo e chego, louca, ao prédio onde habito.

As pernas tremem-me e o coração bate descompassadamente.

E vai que a TVI aceita, e vai que eu me transformo numa multimilionária....

Quem é que geria a minha fortuna? É que isto de dinheiros não é comigo....

Perturbada com tamanha descoberta, decidi dedicar-me de corpo e alma ao estudo da viabilidade do projeto.

Mas tinha o estômago a roncar. Seria fome? Seria o efeito das tartes de maça quentes?

Com guinadas brutais na barriga, avancei, porque o empreendedor tem que fazer sacrifícios.

E foi assim, nauseada e com imenso esforço que visualizei todas as etapas do Pedrito em Dança com as Estrelas.



Foi um suplício.

As guinadas aumentavam. Suava em bica.

Quase duas horas a ver vídeos deste homem. Muito sofrimento. Há coisas que têm de ser feitas. 

A custo consegui fazer uma análise coerente das prestações.

Até que a performance dele não está mal. Até que o rapaz é esforçado. De corpinho também não está mauzito de todo.

Dá uns toques na representação e tal....

Talvez se arranje qualquer coisa. 

Estou a imaginar a antestreia. Muitos dórados, muitos. E eu mesma, a acompanhar o Pedro, que há-de precisar de apoio moral.

Tenho é que insistir com ele para não abandonar os treinos de Crossfit.

Agora vai ser dar tudo por tudo.

Pedro, largas as novelas, largas o teatro, largas tudo!

Ai Jesus, outra guinada!

Será isto a vida dos empresários? Cólicas, suores, desarranjos intestinais?

Pondo de parte o mal estar físico, consigo ter lucidez suficiente para avaliar a granda bomba que isto vai ser. 

Mas há que ser meticulosa. Muito sabida. Há que estudar. Fazer as contas aos euros que vamos investir.

Pedro, se calhar chegavas-te à frente, só para comprar uns fatos Hugo Boss, para irmos à primera reunião com a televisão.

Afinal, isto é um investimento. Estou a apostar nele. Estou a apostar em ti.

Isto é quase como o Umbadá, Umbadéumbadá, never forget.

Vão falar de nós daqui a uns tempos. Vamos ser recordados.





Notem, este homem, tal como  o Grey, tem ar de empresário de sucesso. É certo que não o imagino com o arsenal do quarto do outro, mas era uma questão de ser tudo bem faladinho.

Já tenho nome para o seriado. As Cem Sombras do Teixeira. Nome chique, mas com um toquezinho bairrista, porque há que manter a tradição.

Se não houver guito para comprar aqueles equipamentos topo de gama, a gente desenrasca-se com coisas mais rústicas.


Amanhã almoçamos e tratamos de definir estratégias.

Hoje estou muita mal!


Até com este look lenhador-citadino ficas giraço, mas não podes descuidar.

Vou andar de olho em ti!

Ai puto..... e lá vai mais outra guinada.

Pensar que ainda há pouco tempo, nos Morangos com Açucar (sempre gostei mais sem..) eras um gaiatola, e agora já vais fazer filmes para maiores de dezasseis.

Porta-te bem.

Vamo-nos vendo.


Sem comentários:

Enviar um comentário