Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Chame por um.....

Não há mulher que nunca tenha chamado por um.....

E se eles pudessem falar....
Deviam, por certo, contar as mais inusitadas histórias. Sim, porque no táxi, a conversa pode começar no estado do tempo e terminar em desabafos de alcova.



É palco de gargalhadas e de lágrimas, contidas ou descontroladas, cenário que acolhe boas e más notícias.

O taxista é um psicólogo na urbe, preparado para entabular diálogos prosaicos ou eruditos, em timmings reduzidos ou não, sob as circunstâncias mais adversas, enquanto o taximetro corre.

Ao taxista pode competir fazer toda uma viagem em silêncio, por consideração pelo silêncio do cliente, ousando soltar parcas deixas para abafar o tempo, na altura exacta.

Parece que o papel de um taxista há-de ser o mesmo em qualquer parte do mundo.....




...Mas sinceramente, não sei se no caótico trânsito marroquino se proporcionarão conversas mais densas, com táxis partilhados por pequenas multidões.

Mas palavras para quê? Há quem não prescinda dele para outras eventualidades, ora veja-se....

Enfin, a Dona Karen lá saberá!

Será este o sonho de qualquer taxista? Os saltos agulha da menina podem danificar o veículo, pois é...então hesito!!!!...Talvez só a menina, com um sapatinho raso....

Tenho cá para mim que bom taxista é, sem sombra de dúvida, o taxista português.

Olhem para o meu Zé Manel. Esse sim dispensa estas modernices, de griffe em cima de táxis, porque é um homem de trabalho e não está para brincadeiras no horário de expediente.

É ou não é, heim?

Um bem haja aos taxistas e à sua predisposição para o diálogo.

3 comentários:

  1. Eu prefiro os que não têm predisposição para o diálogo. Nem gosto muito de andar de táxi por conta disso. Eu cá preferia andar de saltos agulha em cima do capot ou então... tu sabes ;)

    **

    ResponderEliminar
  2. Nem mais...excelente descrição! Agora entendo a razão de algumas manobras, dos ditos, no meio do transito urbano, pois nunca se sabe o "desabafo" que acabaram de ouvir! ;)

    ResponderEliminar