Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Voltar a ser um gajo bom


Saio do trabalho estoirado, esmifradinho das carochas.

Entro no carro, acendo um cigarro, arranco, dou uns bafos no dito cujo e a coisa já não me sabe ao mesmo....

Tou p´ra deixar isto ao tempo.

Ricardo, olha bem p´ra ti.

Já vais com um avanço jeitoso de barriga, na cabeça, qualquer dia tens que passar a máquina zero e é se não queres começar a contar pêlos.

Olho-me ao espelho retrovisor e penso, de mim para mim mesmo, para aquele único gajo que insiste em "paquerar-me":

- Quando é que começas a cuidar-te?

Eras um tipo jeitoso, há uns cinco, não, sete, ok, dez anos atrás.

Os pensamentos vão rolando.

Paro na bomba de gasolina mais próxima para atestar.

Volto a entrar no carro.

Ligo o rádio. Parto a moca a rir com o Ricardo Araújo Pereira. O gajo é uma granda curte.

Já na auto-estrada acendo mais um cigarro.

Este sabe-me a puro veneno.

Entro no caminho de cabras que leva até casa.

E quando digo de cabras, é mesmo de cabras e dá-me um "repente".

Encosto o carro num lugar de estacionamento à beira de uma moradia antiga, onde uma família está, com a porta da rua escancarada, a dar umas valentes garfadas no jantar.

Fecho a porta à bruta, avanço uns metros e apago raivosamente o cigarro no betão.

O fanico que me deu foi tão valente que espicacei o maço de cigarros, quase até o ouvir queixar.

Ricardo, vais largar esta treta e vais-te fazer à life.....

Pus-me para alí a inspirar e a expirar. Andei quase meia hora a cirandar, a olhar p´ra vista do Tejo, p´ro campo, p´ro ar.

Quando meti as chaves à porta, dei um valente xoxo à minha Maria e avancei:

- Mulher, hoje deixei de fumar.





4 comentários:

  1. O gajo é bom "como o milho"!
    Fez-me lembrar um amigo meu quando, sendo o único componente do género masculino de um grupo, ouvia essa expressão!
    Respondia, alto e bom som, talvez indignado por, na presença da sua máscula figura as mulheres se atrevessem a tal comentário:
    - Isso é porque vocês não conhecem o Milho!
    Os novos elementos femininos do grupo olhavam para ele, de imediato, a aguardarem uma explicação. E, lá vinha ela. Ouvia-a imensas vezes.
    -O Milho é meu colega, lá na tropa e, tem a cara toda esburacada das marcas deixadas pelas bexigas!

    ResponderEliminar
  2. Grande Ricardo... Valente!

    Excelente crónica, minha linda!:))

    ResponderEliminar