Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

terça-feira, 17 de julho de 2012

Algures, no Alto Alentejo

As ruas estão desertas.
O calor é seco. Estão perto de quarenta graus.
Recolheu-se toda a gente às suas casas.
A hora é de sesta.
Dorme o avô, dorme a avó, o tio e o passarinho.
Ó meu Deus, já ouço alguém roncar.
E sossegar? Está quieto.
Será possível explicarem a uma adolescente que há necessidade de parar a meio da tarde para repousar o corpo?
Tenho a Maria e o Fred à minha espera às duas e meia por detrás da fonte. Ficar aqui a pastar é que não fico.
Deixa-me lá sair pé ante pé e ir buscar, sorrateiramente, o cântaro à cozinha, para depois disfarçar.
Vamos fazer a famosa luta da fonte!
........
Era assim.
Invariavelmente, alguém acabava dentro da fonte ou repassado de água dos pés à cabeça.
O dia de hoje convidava a uma loucura destas, da adolescência.
Digam lá que não vos apetecia ir molhar o pézinho à fonte?


A Juliana Paes, provavelmente a muitos quilómetros do alentejo, foi mais longe e refrescou o corpinho todo.
Inveja da boa.
Ó fontes de Lisboa....isto bem que podia virar uma iniciativa! Dia do banho municipal.....


4 comentários:

  1. Com o calor que faz, atualmente, bem que dá vontade de cometer uma transgressão em qualquer fonte, numa qualquer parte deste país! Acreditem a sensação é maravilhosa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humm...está-me cá a parecer que houve alguém que já foi a banhos numa fonte!!!
      Bjs

      Eliminar
  2. Não propriamente a banhos...mas molhar o pézito! E não foi à muito tempo!

    ResponderEliminar