Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

sábado, 26 de novembro de 2011

Luzes de Natal

Ontem, as ruas da baixa lisboeta não tinham luzes de Natal.

As iluminações da quadra só podiam ser namoradas no exterior das lojas que ainda não estão descapitalizadas, nas fachadas imponentes de uma ou outra grande empresa e pouco mais.

Este ano vamos ter que descobrir as luzes que piscam dentro de nós.

Não são pirilampos, embora possamos juntar um grupinho deles para ver se os ânimos se elevam, são aquelas que se acendem quando estamos com quem e onde gostamos.

Não precisam de orçamentação para se acenderem e aquecem-nos o coração durante muito mais tempo.

São pirilampos sim...eu também não queria acreditar.
Aproveitando a deixa, sugiro pirilampos na árvore de natal.

Descobri um pouco mais sobre este insecto no blog do Sr. Joaquim Nogueira, licenciado em Ciências Geológicas pela Universidade de Coimbra.

Pensar que as luzes que emanam destes bichinhos também se prendem com rituais de acasalamento... Bicho esperto.

Aqui fica uma ideia disparatada e uma imagem de uma beleza invulgar.

Sem comentários:

Enviar um comentário