Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

A Serpente que me sobe pelo braço!

Ando a pensar em pôr uma serpente a subir-me pelo braço.
Acho giro. Dá um ar BBC vida selvagem.
Depois, a dita cuja fica ali a controlar, de olhos esbugalhados!
A menina da Blanco tem uma e parece estar feliz.



Nos dias em que a cobra não sair à rua, uso estes colares que encontrei na Pedra Dura. Sobrepostos, fazem um brilharete!


São umas propostas, para quem, como eu, gosta de dourados.

Afinal, não podem ser só as árvores de Natal a merecê-los.

Adoro brilhos, lantejoulas, tachas, tudo, tudo a que se pode ter direito.

E se nos shoppings, nesta época, proliferam estes materiais - bem como as canções da Celine Dion, música ambiente nos toilletes, berlicoques dependurados de cima abaixo, à volta, acolí e acolá e nos mais inimagináveis recantos das lojas, e demais estranhezas - não acho justo trautear "this is christmas, trá, lá, lá", sem nenhuma pendureza para celebrar.

Até o Joaquim Monchique se cobriu de metais para a entrega dos Fashion Awards! À meu rico Monchique, assim é que é. Cheio de estilo. "Tou contigo e não largo", ...mas arranja-me esse modelito.


 

1 comentário:

  1. e eu que não vi a serpente na Blanco!!! será que preciso de mudar de óculos ??? adorei !

    ResponderEliminar