Brilho

Sempre à espera que os seus dias brilhem!

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Boca vermelha

Antes de sair, apressada, passo em frente ao espelho da casa de banho e pinto a boca de vermelho.

Ainda hoje detestas que use esta côr de lábios, apesar de me teres conhecido a usá-la e a abusar.

Olha, paciência! Tem mesmo que ser.

Com a moral ao nível da superfície, como não podia deixar de ser, numa segunda-feira às sete horas da manhã, a Maria por um braço e de lancheira na mão, o batom vermelho recoloca-me no sítio onde devo estar.

- Ó mãe, também quero pintar os lábios!

- Não há tempo filha. Temos o pai lá em baixo à espera. Vá, toca a vestir o casaco e a zarpar.

Por mais que renegues o meu batom vermelho, eu teimo em usá-lo. E a tua filha já parece gostar.

O batom vermelho é sexy, quer queiras, quer não. E nestas matérias, não ditas sentenças!



Fica bem a ruivas, loiras e morenas, ou vais dizer que não?.....




À espera de nós, fazes-me aquele olhar!

Sento a Maria lá atrás e quando já estou devidamente instalada, digo-te:

- Imagino que não queiras que te deixe uma marca no colarinho, logo de manhã....


3 comentários:

  1. bem ....não fica bem a todas é certo mas gostos são gostos e não se discutem.
    eu não desgosto mas prefiro os pink

    beijocas

    ResponderEliminar
  2. como é que havias de desgostar? fica-te bem...non, rien de rien!!!!

    ResponderEliminar
  3. Sua malandra!!! Uma marca no colarinho?! Ontem usei baton vermelho :)

    **

    ResponderEliminar